Tudo sobre Incoterms

contrato incoterms

Por: Eduardo Franceschett
CEO e Fundador da Konfere

Os incoterms são termos de frete internacionalmente padronizados que devem aparecer no contrato de vendas, que definem quando a responsabilidade legal e a responsabilidade pela remessa são transferidas do comprador para o vendedor. Para Ex-Works (EXW) ocorre no chão de fábrica (portanto, o frete é totalmente de responsabilidade do comprador). Para Free On Board (FOB) acontece quando a remessa é carregada no navio ou avião na origem.

A CCI(Câmara Internacional do Comércio) desenvolveu os Incoterms em 1936 e os atualiza periodicamente para se adequar às mudanças nas práticas comerciais. Devido a essas atualizações, os contratos devem especificar qual versão dos Incoterms eles usam.

Em 1 de Janeiro de 2011 a versão Incoterms 2010 entrou em vigor, essa versão foi usada por muito tempo, à medida que a CCI comemora seu centenário em 2019, anunciaram a publicação do Incoterms® 2020. A mais nova edição das regras do Incoterms® ajudará a preparar os negócios para o próximo século do comércio global.

Você precisa levar em consideração os incoterms ao negociar com seu fornecedor, ou pode não acabar com o bom negócio que esperava. Por exemplo, é melhor concordar com um preço de compra mais alto no FOB (onde você está pagando menos custos de frete) do que concordar com um preço mais baixo no Ex-Works.

A Câmara de comércio Internacional defini que os termos corretos para qualquer modo de transporte são EXW, FCA, CPT, CIP, DAT, DAP, DDP e as regras para o transporte marítimo e por vias internas são FAS, FOB, CFR E CIF.

Grupos de Incoterms

Você deve ter percebido que esses termos de negociação sempre começam com as letras C, D, E ou F, isso porque eles são separados por grupos que definem algumas funções, aqui está um resumo dos quatro grupos:

Grupo C – Transporte Pago + Seguro Transporte

Onde o vendedor deve contratar um transporte e algumas vezes seguro, mas não assumir o risco de perda ou dano às mercadorias ou custos adicionais devido a eventos que ocorrem após o embarque e a expedição.

Estes são contratos de remessa com o ponto de destino nomeado e transporte pago pelo vendedor.

Existem dois pontos críticos de divisão, um para divisão de custos e outro para divisão de risco.

Grupo D – O Vendedor põe a mercadoria à disposição do Comprador (Destino)

Onde o vendedor deve arcar com todos os custos e riscos necessários para levar a mercadoria ao país de destino.

O transporte é organizado pelo vendedor.

Estes são contratos de chegada.

Grupo E – Saída

Onde o vendedor disponibiliza os bens para o comprador nas próprias instalações do vendedor.

A obrigação máxima nesse caso é a do comprador.

Apenas o Incoterm EXW está nesse grupo.

Grupo F – Transporte principal não pago

Onde o vendedor é chamado a entregar as mercadorias a uma transportadora nomeada pelo comprador.

Estes são contratos de remessa com o ponto de remessa nomeado e o transporte não é pago pelo vendedor.

Incoterms e suas obrigações - Konfere

Os Inconterms mais usados

Os dois Incoterms mais importante e usados para o transporte marítimo são o FOB e o CIF, dentre esses o mais popular é o FOB(Free on Board) o qual determina que a obrigação do vendedor acaba no momento em que realiza a embarcação da mercadoria no navio, atendendo às exigências do comprador e às formalidades de exportação. Após isso, o comprador arca com os custos de frete de todo o resto até retirar a mercadoria. No caso de transporte aéreo, será utilizada a cláusula FCA, uma vez que é equivalente ao FOB.

Se você não tem muita experiência ou não conhece muito bem o mercado para o qual está fazendo o processo então a CIF pode ser a melhor opção. Alguns compradores preferem utilizar o CIF porque torna o transporte mais fácil, mesmo normalmente sendo mais caro, pois eles não precisam lidar com manuseio, frete e outros detalhes que podem ser muito complexos no início. Para o transporte aéreo a sigla equivalente é a CIP.

Se quiser saber saber mais sobre as definições de cada incoterm em específico, temos uma LISTA COM DESCRIÇÃO de cada um deles.

Escolher o Incoterm certo para sua transação internacional pode ser um processo complicado. Qual é o melhor Incoterm para um vendedor? Qual é o melhor Incoterm para um comprador?

Com tanto risco, é um processo no qual você precisa pensar muito. O número de fatores a considerar pode tornar o processo de tomada de decisão bastante assustador.

Se você tiver mais perguntas sobre como escolher o Incoterm certo, entre em contato com nossa EQUIPE DE ESPECIALISTAS.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Consultoria Gratuita

Para empresas de comércio exterior.

Esteja sempre atualizado no mercado de comércio exterior, deixe seu e-mail e receba uma vez por semana nossos conteúdos exclusivos:

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha os dados e entraremos em contato:

Preencha os dados e entraremos em contato:

Use nosso

konfere-form-guy

RECEBA SUA DEMO GRATUITA